Prefeito fala ao Jornal O Popular

Reportagem do Jornal O Popular da última segunda-feira, 04 de Fevereiro, revela o drama de Prefeitos que acreditaram nas promessas do Programa Goiás na Frente, lançado pelo ex-governador Marconi Perillo e executado em parte por ele e por seu sucessor José Eliton.


Secretário de Governo, Ernesto Roller, da gestão Caiado, afirmou que o “Estado não dispõe de recursos” para manter o programa, fruto da receita obtida com a venda da Celg à italiana Enel por R$ 2,187 bilhões de reais. Caso o atual governo encerre o programa, mais de 300 obras resultantes de 477 convênios serão prejudicados. O montante a ser pago chega a R$ 290 milhões.


Entre os Prefeitos entrevistados, Dr. Fábio Seabra de Ivolândia, comentou que a situação de seu município é “caótica”. A Prefeitura firmou quatro convênios para reforma do Centro Administrativo, construção da Garagem Municipal, construção de praça e pavimentação asfáltica. As quatros obras iniciadas, mas paralisadas, somam R$ 1,4 milhão, porém apenas R$ 299,2 mil foram pagos. Dr. Fábio relatou que enquanto isso “estamos funcionando em tendas e casas alugadas e arquivos estão sendo danificados”.


Reportagem mostra que apenas quatro dos 222 municípios com convênios firmados via programa receberam parcelas integrais relacionados aos contratos. O Secretário de Governo afirmou que acionará o jurídico para analisar cada caso.


Em nota conjunta, os ex-governadores Marconi Perillo e José Eliton negam atrasos e paralisações no Goiás na Frente.

Fonte: Oeste Goiano

Data de publicação: 07/02/2019

Compartilhe!